Publicado em 05/06/2018 às 17h46

Saúde

Campanha alerta para os impactos negativos do descarte errado de medicamentos

Ação promovida em Goiânia estabelece pontos de coleta inteligente de remédios inutilizados em celebração ao Dia Mundial do Meio Ambiente. Em sete anos, projeto arrecadou seis toneladas de resíduos

A redução do impacto ambiental negativo provocado pelos resíduos de medicamentos é a proposta da campanha ‘Descarte Inteligente’ promovida em Goiânia, nesta segunda-feira, 5. A iniciativa da tem como objetivo alertar a população sobre a importância de se repensar o descarte diário de remédios vencidos ou não.

A ação é uma iniciativa do Dr. Evandro Tokarski, CEO e fundador da Farmácia Artesanal, que acontece na Capital há sete anos. Neste período, foram arrecadadas mais de seis toneladas de remédios que tiveram um descarte adequado. Segundo ele, a campanha marca as atividades da empresa referentes ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado no dia 5 de junho.

Tokarski comenta que, desde 2011 a Farmácia Artesanal, franquia de farmácia de manipulação, tem reforçado seu papel de educação e coleta de medicamentos vencidos ou inutilizados. Nesta segunda-feira, árvores nas áreas públicas da cidade foram embaladas com caixas e rótulos de medicamentos, sob o slogan ‘Não Medique a Natureza’.

Ele recorda que a ideia de tornar as unidades da farmácia em pontos de coleta oficial desses produtos surgiu da necessidade de conscientizar as pessoas ao descarte correto e diminuir o impacto e poluição causados ao meio ambiente e a nossa saúde. Tokarski explica que o medicamento descartado de forma incorreta, no lixo comum ou no vaso sanitário, pode chegar onde menos se pode imaginar, como no solo, nos lençóis freáticos, nas árvores e nos alimentos consumidos diariamente. Os produtos arrecadados na rede da Farmácia Artesanal recebem a reciclagem como destino correto e ecológico.