Publicado em 23/07/2016 às 11h10

Saúde

Precisa-se de doadores de sangue

No mês de julho, uma triste cena se repete na sede do Hemocentro de Goiás: cadeiras ociosas à espera de...

No mês de julho, uma triste cena se repete na sede do Hemocentro de Goiás: cadeiras ociosas à espera de pessoas que queiram, literalmente, fazer o bem sem ver a quem. O mesmo vazio se vê nas geladeiras onde o estoque de bolsas de sangue é armazenado.

Com capacidade para receber até 250 doadores diariamente, a unidade é frequentada por, no máximo, 90 boas almas. Vale ressaltar que o banco de sangue é responsável pelo abastecimento de todas as unidades da rede pública de saúde. Na contramão desses números, cresce a demanda por sangue neste período, como destaca o diretor administrativo Arione de Paula.

“O mês de julho é realmente bastante complicado a exemplo do Natal e Carnaval porque o doador se afasta, viaja, e ao contrário, a demanda aumenta porque os acidentes são mais frequentes e as cirurgias não param. Nós precisamos então sensibilizar a população para esse gesto de solidariedade que pode salvar até quatro vidas com esse ato simples”, avalia.

Mais do que solidariedade, é preciso ter empatia, colocar-se no lugar do outro. Quando o paciente está no leito do hospital e precisa de sangue não há nenhum outro substituto ou genérico, lembra. Por isso, o doador precisa estar ciente disso.

Uma única doação de sangue pode salvar até quatro vidas, já que o sangue coletado é fracionado em até quatro produtos distintos (plasma, plaquetas, leucócitos e hemácias) e utilizados, por exemplo, no tratamento de pessoas com anemia, de pacientes com câncer, de transplantados e de vítimas de acidentes de trânsito.

Para ficar 100% abastecido, o Hemocentro precisa ter em seu estoque 1,5 mil bolsas de sangue, dos mais variados tipos. Historicamente, em julho, a unidade fica com apenas 10% desse total.

13.11.2015 Ônibus do Hemocentro estaciona no Huapa para campanha de doação de sangue
Ônibus do Hemocentro pode percorrer todo o Estado.

Campanhas coletivas
Campanhas realizadas por comunidades e empresas para promover doações de sangue coletivas podem driblar a situação. A mais recente foi realizada pela TV Anhanguera no Araguaia Shopping, um local de grande circulação de pessoas.

“Tivemos um crescimento de mais de 300% das doações de sangue na semana passada durante o projeto de solidariedade realizado por iniciativa da própria emissora e esperamos que outras campanhas como essa venham até o Hemocentro para que nós possamos aumentar o nosso estoque de sangue nesses períodos críticos e com isso possamos salvar vidas”, afirma.

Interessados podem ligar no telefone (62) 3201-4575, agendar uma data para que uma unidade móvel do Hemocentro vá até o local para fazer a captação das bolsas de sangue, seja na Região Metropolitana de Goiânia ou no interior. Arione ressalta que a unidade percorre todo o Estado.

Sábados
O diretor adianta que já há um planejamento para que a unidade passe, em 2017, a atender o público também aos sábados, das 7 às 12 horas. A unidade fica na Avenida Anhanguera, nº 5.195, Setor Oeste, em Goiânia, e funciona de segunda à sexta-feira, das 7h30 às 18 horas. Segundo ele, a Secretaria da Saúde sinalizou que vai remanejar profissionais para aumentar o efetivo da unidade e assim ampliar o horário de funcionamento.

Requisitos
39_MFP_962_sanguePodem doar sangue pessoas saudáveis e com idade entre 16 e 69 anos. Os doadores devem pesar acima de 50 quilos e não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas. A idade máxima para a primeira doação de sangue é de 60 anos. Uma bolsa de sangue contém de 400 a 450 ml de sangue.

Além de tomar um café da manhã ou lanche da tarde reforçado, o doador também recebe um atestado de comparecimento, já que uma vez por ano a falta no trabalho para este fim é garantida por lei. Mas, acima de tudo, a principal recompensa é sair do Hemocentro com a certeza de ajudar a salvar vidas.

Requisitos básicos para doação de sangue (Fonte: Hemogo)
• Estar em boas condições de saúde;
• Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos precisam de autorização);
• Pesar no mínimo 50 kg;
• Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas);
• Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação);
• Apresentar documento com foto emitido por órgão oficial.

Intervalos para doação
• Homens – 60 dias (máximo de 4 doações nos últimos 12 meses)
• Mulheres – 90 dias (máximo de 3 doações nos últimos 12 meses)